Death Valley: Tudo Sobre o Vale da Morte

Tudo sobre o Vale da Morte dos Estados Unidos

0 301

Leia esse post em apenas: [rt_reading_time] minutos

Pensou que na Califórnia só tinham praias, sombra e água fresca? Negativo. Também há muito deserto. Vamos falar um pouquinho sobre o Vale da Morte, uma área que fica ao norte do Mojave (terceiro maior deserto dos Estados Unidos). 

O Vale ocupa uma área de 8000 quilômetros quadrados 😱 e é uma das regiões mais quentes do mundo. Os termômetros já marcaram 57ºC no Vale da Morte, a temperatura mais alta já registrada na Terra. 

Preparamos um guia completo sobre o Vale da Morte com as informações mais importantes para você aproveitar esse passeio. Dicas de passeio, transporte e hospedagem em um dos lugares mais bonitos da Califórnia. 

 

Se preferir, vá direto ao ponto

O Vale da Morte da Califórnia

Podemos definir o Vale da Morte como um lugar de extremos. O mais quente, mais baixo e o mais seco da costa oeste dos Estados Unidos. O Vale está localizado a 86 metros abaixo no nível do mar. Para ter ideia, caso andássemos em uma linha reta em direção ao mar, quando chegássemos, estaríamos mergulhados a 86 metros. 

Ao longo dos próximos tópicos, vamos dar mais informações sobre o Vale da Morte. Iremos destrinchar esse lugar para o seu passeio ser o melhor possível.   

 

↳ O que é o Vale da Morte?

O Vale da Morte é um vale desértico que fica entre os desertos de Mojave e da Grande Bacia. Por ficar no meio dessas duas regiões com uma baixa altitude, o lugar é considerado um Vale, e não um deserto de fato. 

Uma das coisas mais legais no Vale da Morte é a diversidade de atrações. Não pense que só irá encontrar areia para todos os lados. Ao mesmo tempo que pode conhecer a Bacia Badwater, que é onde a altitude fica abaixo do nível do mar, também pode ir ao Ubehebe Crater, um vulcão que está adormecido há muitos anos.  

Importante: Lembre de levar suas garrafas de água (isso mesmo, mais de uma garrafa) e comida. Você vai passar, pelo menos, um dia passeando, então, prepare seus lanchinhos. Além disso, vá pronto para separar o guardar o seu lixo, é uma obrigação. 

 

↳ Deserto do Vale da Morte: O Deserto de Mojave

O Vale da Morte fica ao norte do Deserto de Mojave, o terceiro maior dos Estados Unidos com 124 mil quilômetros quadrados. Ele fica na região sudeste do país e se divide entre os estados da Califórnia e Nevada. Esse é o deserto mais quente e seco do país. 

Por conta do seu tamanho e extensão, o deserto possui diversas formações geológicas diferentes que se espalham por toda a sua área, inclusive o Vale Morte. Além dele, você também pode encontrar cavernas de calcário, enormes dunas de areia e florestas de Joshua Tree que se estendem pelo horizonte desértico.

Explorar o Deserto de Mojave após o Vale da Morte é uma ótima opção para o seu roteiro de viagem. Também há diversos pontos turísticos e paisagens lindas de serem fotografadas. 

 

↳  História do Vale da Morte

Antes de você visitar o Vale da Morte, é muito bom conhecer um pouco da história do lugar. Quem viveu na região por muitos anos foram os Timbishas. De acordo com historiadores americanos, eles dominaram a região por quase mil anos.

A população tribal foi diminuindo ao longo dos anos por conta do avanço dos povos americanos. Depois da independência, em 1776, quando começou a expansão do território, muitas tribos acabaram ficando sem suas terras.

Mesmo em pequena quantidade, ainda há povos Timbisha morando no Vale da Morte. Por conta disso, o governo americano reconheceu a tribo como protetores do Parque Nacional.  

 

↳ Parque Nacional Vale da Morte: Por que o nome?

A população tribal deu esse nome ao lugar por conta dos aventureiros que tentavam atravessá-lo em busca de ouro durante o século XIX. A maior parte deles morriam nessas missões. 

O lugar ganhou fama e a tribo acabou batizando-o de Vale da Morte, pois ninguém que quisesse atravessar sairia vivo. 😮

 

↳ Death Valley National Monument

Por conta da quantidade de turistas que o Vale da Morte recebe todos os anos, o governo americano transformou o local em um parque nacional. Isso fez com que o Vale se tornasse o maior parque do país. Anos depois, também ganhou o prêmio de monumento nacional, considerado um dos lugares mais importantes do país. 

 

Death Valley National Park: Parque Nacional do Vale da Morte

Após a definição do Vale da Morte em Parque Nacional em 1994, o turismo se tornou muito mais organizado. Isso fez com que houvesse investimento no Centro de Visitantes, o primeiro lugar onde o turista deve passar quando chega. É lá que você pega o cartão de autorização para transitar por todo parque. 

Além do Centro de Visitantes, foi construído um museu que explica toda a geografia do lugar (clima, fauna e flora). Uma ótima maneira de saber sobre os lugares que vai visitar posteriormente. 

As informações sobre os pontos turísticos não se limitam ao museu. Em cada um dos lugares é possível encontrar placas e murais com explicações e curiosidades sobre todos os locais.

E, ah, provavelmente você verá termômetros por todos cantos. Eles fazem questão de te informar as altas temperaturas para que não deixe de se cuidar. Água, filtro solar e roupas que irão te proteger do sol são itens fundamentais.

 

↳ Localização do Vale da Morte: Onde fica o Vale da Morte na Califórnia

O Vale da Morte é uma região desértica que fica perto da divisa entre a Califórnia e Nevada. Para você ter uma noção exata de quanto precisará se locomover, listamos a distância em quilômetros das principais cidades do estado. Com essa informação em mãos ficará mais simples de planejar a sua visita ao vale. 

  • Los Angeles até o Vale da Morte: 416 Kms 
  • San Francisco até o Vale da Morte: 806 Kms
  • Fresno até o Vale da Morte: 527 Kms 
  • Las Vegas até o Vale da Morte: 241 Kms 

 

↳  Clima Death Valley: Clima no Vale da Morte na Califórnia

Mesmo não sendo um deserto, o Vale da Morte tem um clima predominantemente desértico. Altas temperaturas durante o dia e baixas à noite. Não se esqueça de levar roupas para as duas situações. 

O fato do Vale da Morte ficar em uma zona de sombra de chuva faz com que a chuva seja rara. São diversas as montanhas que cercam o Vale e, por isso, as nuvens carregadas têm dificuldade em chegar.

 

↳ Temperatura do Vale da Morte

Uma das famas do Vale da Morte é de ser o lugar mais quente do mundo. Os centros de pesquisa meteorológicos fazem questão de provar que isso é mais do que só fama. A temperatura mais alta já registrada foi de 57ºC. 

Durante o verão americano (de junho até setembro), as temperaturas chegam, em média, até os 47ºC. Mas durante o inverno (dezembro até março), o clima é mais ameno e as temperaturas chegam até os 25ºC.  

Nossa dica é visitar o Vale da Morte justamente no outono e inverno americano. Mesmo estando calor, as temperaturas são mais confortáveis. Isso vai fazer com que aproveite mais o passeio. 

 

↳  Geologia Vale da Morte: Geografia do Vale da Morte

Em relação à geologia do Vale da Morte, o lugar pode ser considerado como uma fossa tectônica, que é um bloco de terra que fica entre duas cadeias de montanha. Por conta dessa característica, é uma região que chove pouquíssimo. 

Em muitos pontos turísticos do Vale da Morte o solo é considerado salares, porque há milhares de anos atrás essa era uma região de lago. Como o lugar se tornou um deserto e a temperatura foi aumentando, o lago foi evaporando e só sobraram os minerais no solo. Você irá perceber a diferença no momento que estiver pisando no lugar.  

 

↳ Tamanho do Vale da Morte

O Vale da Morte é o maior parque nacional dos Estados Unidos. Sim, ele é maior que o Grand Canyon. Para quem já visitou os Canyons em Vegas, não parece possível, né? O Parque Nacional do Vale da Morte tem, aproximadamente, 8 mil quilômetros quadrados.  

 

↳  Altitude do Vale da Morte: Quantos metros possui o Vale da Morte

 O Vale da Morte é o lugar com a menor altitude dos Estados Unidos. Ele está a 86 metros abaixo do nível do mar. Isso é algo bem incomum para regiões que estão longe do mar. 

As cidades mais famosas por estarem abaixo do nível do mar, são Roterdã e Amsterdã. Recife é a cidade do Brasil com a menores altitudes em relação ao nível do mar. Dependendo da época do ano, os marcadores chegam a apenas quatro metros. 

Mas, ao mesmo tempo que uma parte do Vale da Morte tem uma altitude tão baixa, também tem uma região bem alta. A Cordilheira Panamint possui montanhas que chegam a 3366 metros de altura, uma das mais altas dos EUA.

 

↳  Árvores do deserto do Vale da Morte Califórnia

Você pode estar pensando: como é possível ter árvores em um lugar onde o clima é desértico? A natureza pode nos surpreender muitas vezes. É possível encontrar as Árvores de Josué, com tronco muito seco e folhas finas. Ela é mais comum de ser encontrada no deserto de Mojave, mas também são encontradas no Vale da Morte. 

A maior parte da vegetação local é rasteira. Sempre é bom lembrar que o Vale é muito quente e seco, então o desenvolvimento de grandes árvores e plantas coloridas é mais difícil. 

Um outro lugar que você pode encontrar árvores no Vale da Morte são nos hotéis da região. Com pessoas tendo cuidados todos os dias, as plantas conseguem se desenvolver com mais facilidade. 

 

↳ Mapa do Vale da Morte > Death Valley mapa

Para ter uma noção melhor da distância e da localização do Vale da Morte, mostraremos onde ele fica no mapa. 

 

Guia do Vale da Morte

Agora que você já sabe do clima e da geografia do Vale da Morte, chegou a parte do nosso guia que vamos falar como aproveitar esse lugar. 

Preparamos um material especial de cada um dos principais pontos turísticos do Vale da Morte. Daremos dicas importantes para você não passar nenhum perrengue durante a sua ida ao Vale.  😉

 

↳ Entrada do Vale da Morte

A entrada do Vale da Morte é pelo Centro de Visitantes do Parque. Você não poderá circular pelo Vale se não passar por lá para pegar o seu passe de circulação com carro. 

O passe custa US$ 30 por veículo, válidos por sete dias. Independente do número de pessoas que estiverem dentro do carro (podem ser de duas até seis), o valor será o mesmo. Os administradores do parque têm um controle da quantidade de pessoas que estão visitando o lugar.   

O Centro de Visitantes é um dos pouquíssimos lugares onde você encontrará ar-condicionado, água gelada e banheiro. Aproveite bem esse lugar antes de encarar o calor do Vale. 

 

Atrações do Vale da Morte para turistas

Listamos as principais atrações do Vale da Morte. Iremos explicar cada um deles aqui no guia. Veja qual deles mais te chama a atenção e comece montar o seu roteiro personalizado.

  • Zabriskie Point 
  • Teakettle Junction  
  • Badwater Basin 
  • Twenty Miles Canyon View 
  • Dante’s View 
  • Devil’s Golf Course 
  • Furnace Creek 
  • Mesquite Flat Sand Dunes
  • Mosaic Canyon 
  • Artist Palette

 

↳ Mapa de atrações do Vale da Morte

Para você ter noção de onde fica cada uma das atrações, fizemos uma marcação da localização deles no mapa abaixo. Dessa maneira, ficará mais fácil de montar o seu roteiro de viagem. 

 

↳ Zabriskie Point Death Valley

O primeiro lugar que você deve ir no Vale da Morte é o Zabriskie Point. Mas sabe o motivo de ir para lá logo quando chegar? Para ver o nascer do sol. 😍

Veja o sol iluminando todo o deserto aos poucos. É uma cena maravilhosa. Além da vista que Zabriskie oferece, que é algo surreal. De lá é possível ver todo o relevo. Até parece que as rochas são ondas e, dependendo do horário, as cores vão mudando. 

Como você estará indo ver o nascer do sol, é importante chegar bem cedinho. Fique atento ao horário. Dependendo da estação do ano, o sol pode nascer mais cedo ou mais tarde. Mesmo sendo cedo, a temperatura estará alta.  

 

↳ Teakettle Junction Death Valley

O Vale da Morte também é lugar para superstição. E o ponto turístico que simboliza isso é o Teakettle Junction, o ponto de junção do Vale com o Condado de Inyo. 

Neste local tem uma placa de muitos anos atrás que servia para ajudar os viajantes a se localizarem no meio do caminho. A superstição é deixar uma chaleira pendurada na placa com uma mensagem nela. De acordo com a tradição, uma mensagem positiva pode te trazer sorte ao longo da sua viagem. 

Uma dica importante sobre esse lugar é que a estrada não é muito boa. O ideal para fazer esse passeio é alugar um carro com tração 4×4.  

 

↳ Badwater Basin Death Valley: Lago do Vale da Morte

Um dos locais mais legais do Vale da Morte. O Badwater Basin é o lugar com a menor altitude dos Estados Unidos, 86 metros abaixo do nível do mar. É demais!

O lugar recebeu esse nome por conta da água do lago que tinha na região. Os cavalos com muita sede queriam se refrescar, porém, a água era muito salgada e eles não bebiam. Por isso o nome Badwater (água ruim na tradução). 

E o mais legal de Badwater é o solo. A medida que você vai caminhando, o chão vai ficando com menos areia e mais sal. Isso mesmo. Pedrinhas de sal. Isso deixa o lugar ainda mais bonito.

 

↳ Twenty Mules Team Canyon

O Twenty Mules Team Canyon é uma estradinha que fica bem pertinho de Zabriskie Point. Com o carro, você irá passar entre os canyons do Vale. Você consegue ver, com detalhes, o relevo da região desértica e como a areia esculpiu a região ao longo dos anos. 

A estrada tem, mais ou menos, uns quatro quilômetros de extensão. Não é um passeio muito demorado. Você consegue passear e tirar belas fotos em menos de uma hora.

 

↳ Dante’s View: Uma vista incrível do Death Valley

Se Badwater é o ponto mais baixo dos Estados Unidos, o Dante’s View é um dos mais altos. No mesmo lugar, você terá acesso a esses dois extremos. 

Mas, o acesso não é tão simples. Você precisará de um bom carro para ir até lá (o carro com tração 4×4 é a melhor a opção), pois há alguns trechos da subida que chegam a 15º (isso é bastante coisa).  Veja a estrada cortando o deserto e as camadas de sal que se formam pela região. É algo maravilhoso. 

O único problema é o vento. Por conta da altura, os ventos são muito fortes. Ao contrário de Badwater, que praticamente não venta. Isso pode atrapalhar um pouquinho o passeio. 

 

↳ Devil’s Golf Course: Cristais de sal no Vale da Morte

A tradução do nome já dá indícios do que é esse lugar. O campo de golfe do diabo, na tradução livre. Se para um jogador profissional a grama precisa estar retinha, no Vale da Morte acontece o contrário. Um campo com pequenas montanhas de areia. Um pesadelo para qualquer golfista.

 

↳ Museu e Oásis Furnace Creek

Furnace Creek é o que podemos chamar de centro comercial do Vale da Morte. É o único lugar onde você encontrará hospedagem (mais para frente iremos falar sobre os hotéis da região), restaurante e museu. Quando passar por lá, vai poder descansar os olhos da visão de areia e sal. 

A parada em Furnace Creek é obrigatória durante a sua passagem pelo Vale da Morte

 

↳ Mesquite Flat Sand Dunes: O céu noturno do Vale da Morte 

Para quem mora nas grandes cidades do país, sabe a dificuldade de ver o céu estrelado. A quantidade de prédios e a poluição são grandes inimigos para os amantes dos astros. Quando você visita o Vale da Morte, um lugar desértico, a sua visão do céu será completamente diferente. 

Um dos melhores lugares para curtir as estrelas é na Mesquite Flat Sand Dunes. Uma área de relevo mais plano e sem muitas ondulações. Como o lugar é escuro, será mais fácil de andar. Você verá um verdadeiro mar de estrelas. É realmente lindo. 

 

↳ Mosaic Canyon

Entre dois paredões de areia, você vai encontrar uma trilha. Esse é o Mosaic Canyon, que fica no meio do Vale da Morte. Uma caminhada de um pouco mais de três quilômetros. O mais legal desse lugar é a mudança das cores ao longo do dia. Dependendo da posição do sol, a cor pode ser uma ou outra. 

 

↳ Artist Palette

Se Zabriskie Point é o melhor lugar para ver o nascer do sol, o Artist Palette é o melhor para ver o pôr do sol. Tenha uma visão privilegiada do sol se pondo e a noite chegando no Vale da Morte. 

Mesmo o sol se pondo disponibilizando belas fotos, a beleza do local está nas rochas. Por conta da mistura de sal, minerais e água ao longo dos anos, as rochas ganharam cor. Então, você irá encontrar muitas rochas de cor azul, amarelo, vermelho e verde. Quando visto de longe, parece uma paleta de tinta de um pintor. Lindíssimo. 

Explore as trilhas e aprecie o fim de tarde em um dos lugares mais bonitos do Vale da Morte.

 

Death Valley Stones: Pedras andantes do Vale da Morte

Com um ponto turístico chamado Vale da Morte, seria impossível não ter nenhum tipo de mistério ou algo sobrenatural. Por muitos anos, o fenômeno das pedras andantes era tratado como um enigma em Racetrack Playa. 

Os visitantes chegavam no lugar e viam um rastro no chão. Parecia que as pedras estavam se mexendo sozinhas. Para o mistério fica ainda maior, não se encontrava outras marcas, como pegadas. 

Por muitos anos, esse foi um fenômeno que atraía diversos turistas de todos os cantos do mundo. Afinal, como isso acontecia?  

 

↳ Por que as rochas se movem no Vale da Morte

Por quase todo o século XX, muitos pesquisadores tentaram teorizar o motivo das pedras se mexerem. O mistério foi resolvido em 2014 com um grupo de cientistas que fizeram gravações usando GPS. 

Chuvas e tempestades são armazenadas na superfície. Quando as temperaturas ficam mais baixas, se cria uma fina camada de gelo sobre a superfície. Mas como o frio não tão forte, a água não congela completamente e uma parte líquida fica entre as placas de gelo. Por conta do vento, as placas deslizam e acabam movimentando as pedras. 

 

↳ Despenhadeiros do Vale da Morte

Listamos os maiores despenhadeiros do Vale da Morte e da região. Nem todos são ideais para visitação e necessitam de equipamentos especiais. 

  • Monte Whitney (ponto mais alto dos Estados Unidos com 4420 metros)
  • Dante’s View (1669 metros de altura)

Lembre-se que o Vale da Morte fica em uma região baixa dos Estados Unidos. Então, o leque de opções de despenhadeiros não é muito grande.

 

Cidades fantasma no Vale da Morte

Próximo ao Vale da Morte existem muitas cidades fantasma. A região era muito famosa por conter muitas mineradoras. Pessoas de várias partes do país tentavam a sorte na tentativa de busca por ouro no início do século passado. Mas a maioria das pessoas falharam e acabaram deixando o local. Como legado, deixaram as estruturas das cidades. 

Elas têm estruturas muito parecidas com os filmes de velho oeste. Listamos as principais cidades fantasmas da região. Todas elas são de fácil acesso saindo do Vale da Morte. Mais uma opção de passeio se estiver indo para lá.  

 

↳ Leadfield

A primeira cidade fantasma da nossa lista é Leadfield, que fica há cerca de 67 quilômetros do Vale. Uma viagem de pouco mais de uma hora. A cidade foi fundada em 1926 devido à exploração de minério de ferro. Aproximadamente 300 pessoas chegaram a morar na cidade.

As extrações não deram o resultado que todos esperavam e um ano depois a cidade foi abandonada. Atualmente, o lugar serve como um ponto turístico para os visitantes.

 

↳ Ballarat

Ballarat é uma outra cidade fantasma que fica cerca de 115 quilômetros do Vale da Morte. Ao contrário de Leadfield, ela viveu por muitos anos. O nascimento da cidade também foi por conta da mineração. 

O auge da cidade foi de 1897 até 1905, quando muitos mineradores conseguiram extrair uma alta quantidade de ouro. Ballarat ostentava 7 bares, 3 hotéis, uma estação de Wells Fargo, correios, escola, prisão e necrotério. 

Porém, as minas começaram a fechar e a mineração deu pouquíssimos resultados. A população começou a abandonar a cidade. Mas Ballarat realmente decaiu com o fechamento dos correios em 1917. Isso fez com que o lugar ficasse isolado. 

A cidade se tornou fantasma em 1918. Atualmente, você pode visitar as estruturas da de Ballarat. Casas, bares e hotéis estão abertos para a visita do público. 

 

↳ Rhyolite

A última da nossa lista de cidades fantasmas. Rhyolite foi a cidade que mais se desenvolveu das três. Isso aconteceu graças à Charles Schwab, um rico investidor que colocou muito dinheiro no lugar e construiu luz elétrica, esgoto, telefones, jornais, um hospital, uma escola e uma casa de ópera.

Porém, Rhyolite teve um declínio rápido por conta do encerramento das atividades nas minas. Em poucos anos, a população da cidade foi caindo até chegar a zero. 

Atualmente, a cidade fantasma está aberta para os visitantes. É possível encontrar algumas casas e estabelecimentos. Rhyolite chegou até a virar set de filmagens para alguns filmes hollywoodianos. 

Do Vale da Morte até a cidade, a distância total é de 48 quilômetros. Ao contrário de Leadfield e Ballarat, Rhyolite fica em Nevada e não na Califórnia.   

 

O que fazer no Vale da Morte: Parque Nacional

Uma dúvida muito comum entre as pessoas que estão planejando uma viagem ao Vale da Morte é em relação a época do ano. Qual seria o melhor período para ir visitar? Por nossa experiência, a melhor época é durante o outono e o inverno americano (outubro até março). As temperaturas são mais amenas, o que torna o seu passeio muito mais confortável. 

Mas também há vantagens em ir durante o verão. Mesmo com as temperaturas mais altas. Nos próximos tópicos vamos dar detalhes de como é visitar o Vale da Morte durante esses dois períodos do ano.

 

↳ Vale da Morte no Inverno

Inverno também é alta temporada na Califórnia. Esse é um dos motivos que tornam o estado fantástico. As médias de temperaturas entre dezembro e março são de 23º durante durante o dia e 10ºC à noite. Com isso, fica muito mais confortável para apreciar as belezas do deserto. Zabriskie Point, Badwater e Artist’s Pallet são os principais pontos turísticos e você não precisa ter pressa para apreciá-los.  

Com isso, você pode estender um pouco mais sua passagem pelo deserto. Fique quatro dias sem muitas preocupações. Como o calor não estará intenso, você consegue transitar de um ponto turístico a outro com poucas dificuldades. 

Mas, como é alta temporada por lá, não espere estar sozinho. Serão muitas pessoas visitando o Vale da Morte. A dica é fazer reservas dos hotéis com bastante antecedência. Caso contrário, não encontrará bons lugares para descansar.

 

↳ Vale da Morte no Verão

O único lugar da Califórnia que é considerado baixa temporada no verão. São poucos que vão ao vale da morte entre os meses de junho e setembro. As temperaturas podem chegar em até 47ºC. Ou seja, muito calor. 

Mas há vantagens em ir durante o verão. A primeira delas é sentir na pele a principal fama do lugar. O Vale da Morte é considerado o lugar mais quente do mundo. Nada melhor do que realmente testar isso. Se estamos indo para uma região desértica, que seja para curtir o sol. 

Além disso, esses meses são de baixa temporada. Os hotéis estão mais vazios e os valores das reservas, mais baixos. Isso pode te ajudar a economizar durante a viagem.

Um lado ruim é que seu passeio pode ser um pouco mais curto. As altas temperaturas podem atrapalhar nos passeios. A dica é fazer um tour de dois dias pelo Vale nessa época do ano. Mais do que isso, pode prejudicar a sua saúde. 

 

↳ Death Valley National Park Tour

Muitas pessoas gostam de fazer tours com pacotes fechados. Alguns não se sentem confortáveis em passear por conta própria, ainda mais em um lugar tão longe dos grandes centros. 

Um lugar perfeito para comprar pacotes com tours no Vale da Morte é o Get Your Guide. Compre passeios saindo de Vegas para visitar o Vale da Morte com guias que vão responder todas as suas perguntas e contar todas as curiosidades do lugar. Há vários tipos de passeios disponíveis. Escolha qual se encaixa melhor com o seu perfil.   

EXCURSÃO PARA O VALE DA MORTE

 

↳ Roteiro de 1 dia no Vale da Morte

Muitas pessoas querem conhecer o Vale da Morte, mas por conta de um roteiro apertado e de poucos dias, não é possível passar muito tempo nesse lugar. Para te ajudar, montamos um roteiro de um dia, com os lugares imperdíveis no Vale. 

Mas é importante ressaltar: não recomendamos apenas um dia no Vale. Como você já vai precisar pegar estrada e os pontos turísticos dentro do parque não são tão próximos, esse passeio pode se tornar bastante cansativo. 

Em um dia, você não pode abrir mão desses lugares: Zabriskie Point, Badwater, Dante’s View e Artist Pallet. Se conseguir fazer nesta ordem, melhor ainda.

Não esqueça de levar sua própria comida. Antes de ir, dê uma passadinha no Walmart e compre snacks e água (item obrigatório). 

 

Atividades no Vale da Morte

Além de todos esses pontos turísticos que citamos aqui no guia, o Vale da Morte está repleto de atividades. Escolha diversas atividades que podem fazer deste passeio ainda mais especial. De tours guiados pelo parque até atividades radicais.

Escolha aquela que tem mais a sua cara e mergulhe de cabeça.

 

↳ Guias no Vale da Morte

Para quem está indo pela primeira vez no Vale da Morte e se sente um pouco inseguro para fazer o passeio sozinho, existe uma excelente alternativa. O Parque Nacional possui alguns tours guiados por guardas que são treinados para acompanhar e tirar todas as suas dúvidas. 

Para garantir uma vaga em um desses passeios, será necessário ir até o Centro de Visitantes e fazer sua reserva. A dica é chegar bem cedinho para não perder o passeio. 

Listamos todas as opções de tours guiados oferecidos pelo Parque Nacional. Vamos explicar cada um deles e o ponto de encontro com os guias. 

  • Golden Canyon Walk: caminhada guiada de 45 minutos com o guia pelo Golden Canyon, uma trilha pelos canyons de areia que parecem dourados com o contato com o sol. Ponto de encontro no estacionamento do Canyon.
  • Mesquite Flat Dunes Ranger Talk: esse é um dos melhores lugares para ver as estrelas no Vale da Morte. Com um guia, você vai descobrir todas as curiosidades sobre o lugar. Encontre o guia na Mesquite Flat Dunes.
  • Badwater Ranger Talk: vá até o ponto mais baixo dos Estados Unidos. Com um guia, você vai descobrir o que faz desse lugar especial e único. Uma caminhada de 45 minutos e você vai sair sabendo tudo de Badwater.
  • Harmony Borax Works Ranger Talk: um passeio voltado para as cidades fantasmas. Conheça as principais histórias sobre as minerações do início do século passado.

 

↳ Natural Bridge: Trilha do Vale da Morte

Você pensou que pontes foram criadas apenas por seres humanos? É aí que você se engana. Essa é uma das belezas da natureza do Vale da Morte. Você encontrará a Natural Bridge, uma ponte feita de rochas no meio dos canyons do deserto. 

Quem vê não acredita que não teve interferência humana. Passe pela ponte e sinta a grandeza deste ponto turístico. Lembre de prestar atenção na posição do sol… a cada horário as rochas possuem uma cor diferente. É lindo!

 

↳ Badwater Ultramarathon Death Valley

O Vale da Morte é um lugar de extremos. Ele é o mais baixo, mais quente e mais árido dos Estados Unidos. E isso é uma beleza para quem gosta de desafios. Em 1897, foi criada a Badwater Ultramarathon, uma corrida de 217 quilômetros que vai de Badwater até Whitney Portal.

Além da dificuldade em relação a distância, o maratonista tem que encarar a altitude de cerca de 4000 m. Essa é considerada a ultra maratona mais difícil do mundo por encarar altas temperaturas, ar totalmente seco e a elevação de altitude. 

A Badwater Ultramarathon acontece todos os anos. Os brasileiros já marcaram presença no seleto grupo de vencedores da prova. Valmir Nunes (2007) e Marcos Farinazzo (2009) foram campeões da corrida. 

Se você tem interesse na maratona ou conhece alguém que topa o desafio, entre no site oficial e já confira o cronograma da próxima edição da maratona.

 

Ingressos para o Vale da Morte

Para curtir o Vale da Morte é preciso comprar um passe para circular pela área. Você paga no momento da entrada do parque e pode aproveitar por uma semana. Listamos todos os tipos de ingressos e os valores de cada um deles.

 

↳ Quanto custa o ingresso para o Vale da Morte?

Confira os valores de cada um dos ingressos para usufruir do Vale da Morte. 

  • US$ 30 para entrada de carros (independente da quantidade de pessoas) por 7 dias;
  • US$ 25 para entrada de motos por 7 dias ;
  • US$ 15 para entrada de bicicletas ou pessoas andando;
  • US$ 55 passe anual para o Vale da Morte.

 

Onde se hospedar no Vale da Morte

O Vale da Morte fica no meio do deserto, então, as opções de hospedagem são limitadas. Em compensação, todos os lugares são muito confortáveis e sempre fomos muito bem atendidos. 

Todos os hotéis ficam em Furnace Creek, que é o centro comercial do Vale da Morte. Os hotéis possuem restaurantes, áreas de lazer e um mercadinho (que ajuda bastante). Outras opções de hospedagem só em cidades vizinhas. 

Listamos cada um dos hotéis que estão localizados em Furnace Creek. 

  • The Inn at Death Valley: o hotel mais moderno da região. Ele passou por reformas há pouco tempo atrás. O mais confortável de todos. 
  • The Ranch at Death Valley: o melhor hotel para quem está planejando ir de motorhome. Eles possuem estrutura para receber esse tipo de veículo. 
  • Stovepipe Wells: ele é o mais econômico de todos. Fica um pouquinho mais afastado, mas tem uma excelente estrutura.  
  • Oasis at Death Valley: um resort de luxo que foi construído no lugar do Furnace Creek Inn e Ranch Resort. O mais bem estruturado dentro do Vale.

 

↳ Onde ficar perto do Vale da Morte

Há outras opções de hospedagem no Vale. Eles ficam mais afastados da entrada do parque, mas mesmo assim, o acesso é bem simples. Também listamos cada um deles. Vale destacar que eles ficam bem próximos do Vale e não em cidades próximas. 

  • A Nights Inn: um hotel bem simples, mas que atende bem às necessidades de quem quer visitar o Vale. Barato e confortável. E o melhor: fica um pouco afastado da estrada, então, não ouvirá muitos barulhos de carros. 
  • Amargosa Opera House and Hotel: um hotel vintage e estiloso ao mesmo tempo. Também é bastante confortável.

 

Cidades próximas ao Death Valley

Você não precisa ficar apenas na estrada quando for visitar o Vale da Morte. Há muitas cidades próximas do Parque Nacional para fazer um pitstop. Faça um lanche, vá ao banheiro e aproveite algumas atrações que elas podem te oferecer. 

Listamos algumas cidades que você pode aproveitar quando for fazer sua visita ao Vale da Morte.

 

↳ Lone Pine: A cidade mais próxima do Vale da Morte

A cidade vizinha do Vale da Morte é Lone Pine. Um lugarzinho simpático e simples. Sua população não chega a 2000 habitantes. É uma opção para uma rápida parada para comer e fazer comprinhas, como água e snacks. 

O mais legal de Lone Pine é a paisagem. A cidade fica ao lado de uma cadeia de montanhas que são lindíssimas. Vale a pena deixar o carro estacionado para tirar fotos e apreciar a paisagem. É uma natureza bem diferente da encontrada no Brasil, então, aproveite o máximo.

Para quem é fã dos filmes de velho oeste, Lone Pine reserva uma ótima atração para você: o Museu do Cinema de Velho Oeste. Veja como foram produzido os principais filmes e os principais atores da indústria. Um excelente museu que não tem igual em Los Angeles.

 

↳ Stovepipe Wells: Um excelente começo de visita

Stovepipe Wells é um lugar perfeito para um pit stop antes de chegar no Vale da Morte. Podemos considerar esse lugar como um pequeno bairro. Você encontra o posto de gasolina, restaurante, lojas de souvenirs e um dos principais hotéis da região. 

O lugar fica pouco mais de 26 quilômetros de distância do centro de visitantes do Vale. Esse lugar será sua melhor opção caso precise de alguma coisa rapidamente.

 

↳ Hotel perto de Yosemite e Vale da Morte

O Yosemite e o Vale da Morte ficam bem longe um do outro. Não recomendamos alugar um hotel entre esses dois lugares. Faça uma hospedagem perto do Vale da Morte e outra perto do Yosemite.

 

Viagem até o Vale da Morte

Falamos muito da geografia do Vale da Morte e das diversas atrações que o parque oferece. Mas ainda não falamos de como você pode chegar até lá. 

Nos próximos tópicos, vamos destrinchar as principais rotas para chegar até o Vale da Morte saindo das principais cidades da Califórnia. 

 

Como chegar ao Vale da Morte

Uma das coisas mais legais do Vale da Morte é que existem várias maneiras de chegar até lá. Há opção para quem quer chegar da maneira mais rápida, para quem quer curtir as paisagens e também para quem quiser aproveitar todas as atrações de beira de estrada (um clássico dos Estados Unidos). 

Vamos citar cada uma delas nos próximos tópicos. Escolha aquela opção que combina mais com o seu roteiro de viagem. 

 

↳ A Estrada do Vale da Morte, EUA

São três estradas usadas pelos turistas que vão até o Vale da Morte. Duas vindo de Los Angeles e uma de San Francisco. Listamos cada uma delas e explicamos as peculiaridades das rotas. 

  • CA-14 e CA-190: o caminho mais rápido saindo de Los Angeles até o Vale da Morte é pegando essas duas estradas. São continuações uma da outra. A viagem irá durar cerca de 4 horas. Poucas atrações ao longo do caminho, mas é a alternativa mais veloz para chegar. 
  • I-15 e CA-127: outra opção saindo de Los Angeles é pegando a I-15. Por esse caminho, você irá passar por algumas cidades com apelo turístico, como San Bernardino e Barstow. Além de passar pertinho do Deserto de Mojave, um dos maiores desertos dos Estados Unidos. Sem parar nesses lugares, a viagem irá durar quase 5 horas, mas pode aumentar caso faça essas paradas. 
  • CA-120 e CA-136 e CA-190: essa combinação de estradas é se você está saindo de Yosemite até o Vale da Morte. Muitas pessoas fazem uma roadtrip passando pelos principais parques nacionais da Califórnia. Essa é uma roadtrip para quem é mais ligado a natureza e está dando uma fugidinha das grandes metrópoles. 

É importante lembrar que o Vale da Morte fica próximo de Las Vegas. Uma opção para chegar até o Vale é saindo da capital do entretenimento.

 

↳ Aeroportos perto do Vale da Morte

Como o Vale da Morte está no meio do deserto, você não encontrará aeroportos de grande porte nas proximidades. Mas encontrará opções para aviões pequenos e helicópteros. Vamos falar de cada um deles. 

Mas pode ficar tranquilo que também falaremos dos aeroportos internacionais mais próximos do Vale da Morte. 

  • Furnace Creek Airport: para quem não quer pegar estrada e ir ao Vale da Morte de avião ou helicóptero, o Furnace Creek Airport é a alternativa. Ele fica apenas 13 quilômetros do Centro de Visitantes. 
  • Aeroporto Internacional McCarran: o maior aeroporto próximo ao Vale da Morte é o internacional de Las Vegas. Alugando um carro, você demora cerca de duas horas e meia para chegar lá. Se está com planos de visitar apenas o Vale, a melhor opção é desembarcar nesse aeroporto.

 

Viagem de carro até o Vale da Morte

Algo muito importante no seu planejamento de viagem é o carro. Como está indo para o deserto, você não pode alugar qualquer veículo. 

Por conta das estradas, subidas e descidas para chegar até o Vale da Morte, você deve alugar um carro tração 4×4. Esses veículos são maiores e perfeitos para esse tipo de viagem. Carros mais simples podem te deixar na mão durante o passeio.

 

↳ Aluguel de carro para chegar ao Death Valley

Para alugar o carro 4×4 com o menor valor, a dica é consultar o site da RentCars, um comparador de preços das principais locadoras do mundo. Alamo, Dollar, Hertz e muitas outras empresas. Dessa maneira, você irá economizar tempo de pesquisa de preços e dinheiro.

ALUGAR CARRO COM DESCONTO

 

Vale da Morte de Motorhome

Uma outra alternativa para viajar até o Vale da Morte é de Motorhome, a fusão de casa com veículo. A maioria das pessoas que alugam esse carro estão fazendo uma road trip pelos parques nacionais. 

O Vale da Morte possui uma boa estrutura para receber esse tipo de veículo. Há hotéis com estacionamentos e campings para receber a todos. Vamos detalhar toda a estrutura do Vale da Morte para os Motorhomes.  

 

↳ Estacionamento de Motorhome no Vale da Morte: Death Valley RV Park

Opção para quem vai de motorhome para o Vale da Morte são os estacionamentos. São lugares exclusivos e totalmente equipados para esse tipo de veículos. 

É importante parar o motorhome nesses lugares, pois estacionamentos normais não têm estruturas para esse tipo de carro. Para evitar qualquer tipo de problema, estacione em uma dessas sugestões:

  • Shoshone Trailer RV Park (22 CA-178, Shoshone)
  • Tecopa Palms RV Park (155 Tecopa Hot Springs Rd, Tecopa)
  • Panamint Springs RV Park (40440 CA-190, Panamint Springs)

Todos são muito bem avaliados e possuem uma excelente estrutura para receber o seu Motorhome.

 

↳ Camping de motorhome no Vale da Morte: RV campground no Death Valley

Há uma grande diferença entre campings e estacionamentos de motorhomes. Um estacionamento é um espaço que pode deixar o veículo e você pode aproveitar um estabelecimento para comer, telefonar e outras coisas, como se fosse um hotel. Já o camping é um espaço apenas para os veículos. Não tem um lugar fixo.  

Esse tipo de lugar é mais comum no Vale da Morte. Eles são mais próximos dos pontos turísticos do Vale. Todos eles ficam dentro do Parque Nacional. 

Confira a lista dos principais campings do Vale da Morte.

  • Furnace Creek Campground (esse é o principal do Parque Nacional)
  • Wildrose Campground
  • Mahogany Flat Campground
  • Sunset Campground

 

↳ Gasolina no Vale da Morte? Encha o tanque ANTES de chegar ao Death Valley

O Vale da Morte fica no meio do deserto, então, não espere por uma diversidade de comércios nos arredores. Isso se aplica também a postos de gasolina. Não se aventure no parque com o tanque vazio, se não vai ter muitos problemas. 

Próximo ao Vale da Morte só existe um posto de gasolina e ele é self service. O que significa isso? Significa que você coloca a gasolina e faz o pagamento sozinho. Então,é importante que você tenha um cartão de débito ou de crédito internacional. 

Então, sempre fique atento com o gasolina do seu carro quando for fazer esse passeio. E também cheque todos os outros itens, pois, um problema mecânico pode te causar muita dor de cabeça.

 

↳ Aluguel de Motorhome para o Vale da Morte

Alugar um motorhome nos Estados Unidos é um pouco diferente de alugar um carro. As locadoras não ficam no aeroporto com um estoque no estacionamento. 

Um dos principais sites para aluguel de motorhome é o RV Share, onde você aluga com os próprios proprietários desses veículos. Não há uma empresa como intermediária do aluguel. Pelo site, você negocia diretamente com as pessoas onde buscar e quanto tempo vai ficar com o motorhome. 

A vantagem desse formato de aluguel é poder pagar mais barato e negociar os preços diretamente com os proprietários. A economia de dinheiro é garantida. 

ALUGAR MOTORHOME RVSHARE

 

Passeio Vale da Morte Las Vegas

Mesmo o Vale da Morte ficando na Califórnia, a cidade grande mais próxima do parque é Las Vegas. Então, muitas pessoas optam por desembarcar na capital do entretenimento. São apenas duas horas de viagem saindo da Avenida Strip. 

Então, vamos te dar algumas dicas de como chegar no Vale da Morte saindo de Las Vegas. Na hora de planejar sua viagem, veja de onde é melhor sair rumo ao deserto. 

 

↳ Como conhecer o Vale da Morte a partir de Las Vegas

A estrada de Las Vegas até o Vale é muito boa. Muito bem sinalizada e a qualidade do asfalto é sensacional. Ao todo são três opções de caminhos. Listamos cada um deles e as principais características.

  • Estradas US 95 e CA 190: essa é a rota mais rápida. É possível fazer a viagem em menos de duas horas e meia. Você não verá tantas paisagens bonitas, pois parte do caminho passa pelo deserto de Nevada, e não é tão atrativo quanto o Vale. 
  • Estradas NV 160 e CA 190: é o caminho mais curto, mas é mais demorado que o anterior. Como explicar isso? A quantidade de subidas e descidas ao longo do caminho. Visualmente ele é o mais bonito entre os caminhos. Nossa dica é dirigir enquanto está de dia para aproveitar as paisagens. 
  • Estrada CA 190: pegando apenas a CA 190, você levará um pouco mais de tempo em comparação aos outros caminhos. Sua viagem irá demorar quase três horas, mas é a rota mais fácil de todas. 

 

↳ Las Vegas para Los Angeles pelo Vale da Morte

Duas cidades globais pertinho uma da outra. É comum as pessoas que visitam Las Vegas aproveitarem para dar um pulinho em Los Angeles. E para essa viagem ficar ainda mais marcada na sua vida, você pode esticar para o Vale da Morte. O parque fica entre os dois lugares, então, nada melhor que fazer uma escala lá. 

Como o Vale da Morte é um lugar magnífico, nossa dica é sair de Las Vegas, passar alguns dias no Vale e depois ir para Los Angeles. São muitos lugares lindos para passar de maneira tão rápida. Então, se hospede num hotel e passe, pelo menos, dois dias no deserto. 

Mas, lembre-se: para fazer isso é necessário ter um roteiro de viagem com muitos dias. Fazer todo esse passeio na correria não é nada proveitoso.  

 

↳ Death Valley até San Francisco

A distância do Vale da Morte até San Francisco não é pequena. Pouco mais de 800 quilômetros separam os dois lugares. Normalmente, falaríamos que essa é uma viagem bastante cansativa e que não valeria a pena fazer. Porém, as atrações no meio do caminho fazem a gente falar o contrário. 

No meio do caminho, você irá encontrar dois dos mais maravilhosos lugares dos Estados Unidos: Sequoia National Park e o Yosemite. Uma natureza completamente diferente do Vale da Morte. É muito legal ver dois ambientes tão contrastantes tão perto um do outro. 

Se está pensando em fazer uma roadtrip para ter contato com a natureza, essa é uma das melhores alternativas para você. Conheça o Vale da Morte, passe pelo Sequoia National Park, vá até o Yosemite e finalize na bela cidade de San Francisco. O caminho é longo e irá durar vários dias. Mas valerá bastante a pena. 

Para se locomover entre esses pontos turísticos, sugerimos dois tipos de veículos: um carro com tração 4×4, para lidar com muitas subidas e descidas, ou um motorhome, onde você dorme e se locomove no mesmo lugar. Ao longo do caminho, você encontrará muitos campings e estacionamentos.

 

↳ Sequoia National Park ao Death Valley

Se você medir a distância entre os dois lugares, em linha reta, o resultado será aproximadamente de 300 quilômetros. Mas, por conta da geografia do lugar, é necessário contornar todo o parque para chegar até lá de carro. 

A viagem do Vale da Morte até o Sequoia National Park demora cinco horas, aproximadamente. É importante estar descansado para pegar a estrada e aproveitar todas as atrações turísticas que o lugar oferece. 

Recomendamos dois dias de passeio no Sequoia, igual sugerimos no Vale. A grande diferença é que a distância entre os pontos de interesse no Sequoia são menores em comparação ao Vale da Morte.  

Leia nosso artigo para saber mais detalhes sobre o Sequoia National Park.

 

↳ Distância entre Vale da Morte e Yosemite

Muitas pessoas abrem mão do Sequoia National Park para ir direto ao Yosemite quando saem do Vale da Morte. A distância entre os dois lugares é de 475 quilômetros, uma viagem de quase seis horas de carro. A estrada se chama Tioga Road. Mas fique atento a época do ano que você vai, pois ela fica fechada durante o inverno por conta da neve. 

Caso esteja indo entre dezembro e março, você terá que pegar a Highway 190. O caminho é um pouco mais longo, mas também é lindo. A paisagem do deserto com montanhas nevadas ao fundo. Prepare a câmera para as fotos. 📸

Descubra o que visitar quando chegar ao Yosemite. Leia nosso artigo com os principais pontos turísticos do parque.

 

Death Valley Dicas: Informações sobre Vale da Morte

Preparamos esse tópico para te dar algumas dicas de como aproveitar o Vale da Morte da melhor maneira possível. Algumas podem parecer bobas, mas irão fazer uma enorme diferença no final. 

 

↳ Melhor época para visitar o Vale da Morte

Já foram registrados 57ºC há anos atrás e, durante o verão, as temperaturas chegam bem próximo disso. Uma das dicas é evitar o Vale da Morte entre os meses de junho e setembro. Em média, durante o dia, os termômetros marcam 49ºC. Também é o lugar mais baixo da costa oeste americana.

 

↳ Chove no Vale da Morte Califórnia?

É um lugar extremamente seco por ficar na Zona de Sombra de Chuva em Sierra Nevada. O Vale da Morte fica cercado de montanhas, o que faz as nuvens carregadas perderem força e não chover na região. Então, as chuvas são raríssimas neste lugar. 

 

Outros Vales da Morte pelo mundo

Não pense que é só nos Estados Unidos que existe um Vale da Morte. Em outras partes do globo há ambientes que se assemelham a esse local. 

Esse último tópico será com dicas de viagem e passeios para outros lugares do mundo além da Califórnia. Caso já tenha visitado o Vale da Morte norte americano, comece a planejar a visita aos outros. 

 

↳ Vale da Morte na Sibéria: Yakutsk, na Rússia

Se o Vale da Morte, na Califórnia, é o lugar mais quente do mundo, Yakutsk é o lugar mais frio do mundo. A cidade localizada na Sibéria está apenas 450 quilômetros do Círculo Polar Ártico. São temperaturas congelantes. 

Durante o inverno, as temperaturas médias são de -21ºC. As mínimas podem marcar até -40ºC. Ninguém se atreve a ficar na rua por mais de 10 minutos. É ficar em casa, se cobrir com o máximo de cobertores possíveis e zerar todas as séries do Netflix. 

Em compensação, durante o verão, as temperaturas sobem e é possível curtir um pouco ao ar livre. Os termômetros marcam uma média de 19ºC durante os meses de junho e setembro. 

 

↳ Vale da Morte Atacama: Vale da Morte Chile

Se o Vale da Morte californiano é o deserto mais baixo do mundo (86 metros abaixo do nível do mar), o Deserto do Atacama, no Chile, é o mais alto. Por conta dos vulcões, o lugar chega a uma altitude de  6885 metros. 

O Atacama também se destaca pela sua beleza. Montanhas, areias branquinhas e lagos salgados que vão fazer você boiar sem fazer um pingo de esforço. É sensacional! E ele é tão grande, que ele pega o território de quatro países: Chile, Argentina, Peru e Bolívia.

 

↳ Vale da Morte Paranapiacaba

O Brasil também tem seu Vale da Morte. O lugar conhecido por esse nome é uma trilha que fica em Paranapiacaba, na serra de São Paulo. 

Ela ficou com essa fama por ser uma das trilhas mais complicadas de se fazer no Brasil. O caminho é estreito, cheio de pedras e bastante úmido. Até os mais experientes têm dificuldades para completar o percurso. Ao final, você poderá se refrescar no Lago do Cristal e na Cachoeira Escondida.  

Como o percurso é bastante complicado, sempre esteja acompanhado por pessoas que conheçam o lugar e saibam driblar todos os problemas.

 

Dica > Visite o Vale da Morte com Internet

Tenha internet de qualidade para passear na Califórnia conectado com o mundo. Compartilhe com seus familiares e amigos os melhores momentos da sua viagem internacional.

Que tal comprar chip T-Mobile com Desconto de 15%OFF? Escolhemos a operadora America Chip como recomendação de compra do seu chip internacional pois a empresa é a que possui melhor custo x benefício de todas as revendedoras de chip T-Mobile no Brasil. Confira!

Pague apenas $36 no chip, preço mais barato do mercado
Chip T-Mobile original, o mais utilizado nos Estados Unidos
Roteador de Internet GRÁTIS, incluso no preço do chip
Mensagens de texto GRÁTIS, também inclusas
Internet ilimitada 4G LTE, a mais rápida dos EUA
Parcelamento do seu chip internacional em até 6x
Garantia de SUPORTE facilitado por WhatsApp
Utilize seu Whatsapp nos Estados Unidos e na Europa

Não esqueça de usar o cupom CDC15 para garantir seu desconto e suas vantagens no chip.

 

COMPRAR CHIP COM 15%OFF

 

– – – – – – – – – – –

 

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos ou mande novas sugestões, pois ficaremos felizes em escrever novos conteúdos para você.

Siga-nos nas redes sociais. 😉

 

– – – – – – – – – – –

 

Passeio ao Vale da Morte

Guia completo sobre o Vale da Morte com as informações mais importantes para você aproveitar esse passeio. Dicas de passeio, transporte e hospedagem em um dos lugares mais bonitos da Califórnia. 

Product SKU: Passeio

Product Brand: Coisas da Califórnia

Product Currency: USD

Product Price: 1.00

Price Valid Until: 2029-12-31

Product In-Stock: 1

Editor's Rating:
100
Fonte Pontos Turísticos Tickets
Através da Coisas da California
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.